É uma invasão da conjuntiva sobre a córnea. É erroneamente chamada de catarata e é mais comum em pessoas expostas ao sol, como agricultores e marinheiros.

 

A região do pterígio é sensível à ambientes com poluição e ar condicionado. Portanto, está sujeita à vermelhidão e ardor.

 

Crédito: Jmvaras José Miguel Varas, MD (own work)
[GFDL, via Wikimedia Commons (licença)]

 

Quando é pequeno, o paciente consegue conviver normalmente com o pterígio. Porém, não deve atingir a pupila, isso acarreta uma alteração da visão.

 

O tratamento para o pterígio grande é cirúrgico – o melhor método envolve a retirada do pterígio associada ao transplante conjuntival.

 

Vale ressaltar que a presença de um nódulo amarelado, que pode aparecer de qualquer lado da córnea, é chamada de pinguécula. Essa estrutura também é sensível, podendo ficar avermelhada.